25 de março de 2015

Primeiro preciso dizer que esse livro é diferente de qualquer outro livro que eu já tenha lido. A começar que passa na Dinamarca, nunca li nenhum livro que se passe lá.

Teve uma época da minha vida que eu lia muito romance policial, foi nessa época que li quase toso da Agatha Cristie e do Sidney Seldon. Atualmente não é um gênero que me agrada muito, na verdade eu gosto, mas eu fico muito nervosa com o desenrolar do livro rsrs chego a sonhar quando o livro é muito bom (leio muito antes de dormir) então só pego esse gênero para ler quando sei que vou poder ler sem muita interrupção.

100_4840

Pois bem, voltando ao livro, ele conta a história da enfermeira Nina, uma amiga dela pede uma ajuda para que ela vá até uma rodoviária pegar uma mala, dentro da mala Nina encontra um menino nu, dopado mas vivo e logo percebe que existem pessoas perigosas atras do menino. Ao longo do livro vamos vendo o desenrolar da história onde Nina tenta descobrir quem e porque fizeram isso com o menino. Ao mesmo tempo, vamos vendo o desenrolar de outras historias, um rico empresário, uma mulher que perdeu o filho e um bandido em busca de uma vida melhor, todas as histórias estão conectadas e nos levam a um final surpreendente.

A única critica que tenho contra o livro são os nomes, muitos nomes são parecidos, o que acabava confundindo a história (eu pelo menos me confundi).

Sobre o livro em si: A capa é bem bacana, mas poderia ser melhor achei meio sem gracinha. O livro é fininho as páginas são amareladas e as letrinhas boas de ler. Recomendo.

Já na contra-capa vi que se tratava da primeira aventura da enfermeira Nina e já fiquei meio bolada por que estou de saco cheio de triologias e afins, mas a historia acaba bem redondinha e digamos que com um gancho para um outro livro, mas nada que nos obrigue a ler.

Enfim, recomendo o livro para quem gosta de ação, e não tem problema de ficar tenso entre um capitulo e outro rsrs.

Numa escala de 1 a 5, dou 3 estrelas.

images (3)

Compartilhe

LEIA TAMBÉM

  • tumblr_lqvov1wuy41qfzydeo1_500_thumb Dicas: Posts de setembro!
  • Livros: Lidos em Fevereiro
  • Livros: Lidos de Março!
  • Livros: Na ilha
  • 19 de março de 2015

    Mais um livro que li através do Livro Viajante no skoob, e nem preciso dizer que amei. Recebi ele em dezembro e estava muito empolgada para ler, mas tinha outra leituras na frente e não quis furar a fila. Quando peguei para ler não me arrependi. Minha mãe havia lido antes de mim e amou.

    100_4804

    Esther Grace foi diagnosticada com câncer aos 12 anos, e o livro narra a vida dela após essa descoberta, o livro foi organizado através do diário de Esther, depoimento de amigos, desenhos dela, depoimentos de seus pais. Tudo muito delicado e bonito.

    É impossível não se apaixonar por Esther (seu nome significa estrela), pra quem não sabe, Jonh Green se inspirou em Esther para criar a personagens Hazeal Grace de seu sucesso A culpa é das estrelas. Apesar do livro não ser a história de Esther, dá pra ver claramente que ela foi a grande inspiração.

    Esther é louca pelo Harry Potter, e fã de John Green, e devido a dificuldade de sair de casa por conta do oxigênio que usa encontrou na internet grandes amigos, e fez da internet sua grande aliada. Esther amava sua família mais que tudo (ela tem 2 irmãs mais velhas e 2 irmãos mais novos), a família abriu mão de muita coisa pra cuidar dela, e algumas vezes ela se sentia até culpada por isso.

    O livro é bem pesado, não cheguei a chorar, mas se você é sensível isso pode acontecer kkk.

    Sobre o livro em si: A capa é fofa com uma foto de Esther sorrindo, o livro tem uma introdução de John Green (eu sou suspeita pois tudo que li dele até agora gostei muito) e como eu falei é como um diário mesmo, cheio de desenhos, bilhetinhos dela para os pais, geralmente as páginas escritas por Esther são Brancas, depoimento dos amigos verde e dos pais são dos pais, enfim, muito lindo! Acredito que a versão em inglês deve ser mais fofa ainda, pois os bilhetinhos de Esther não precisariam ser traduzidos.

    Esther se preocupava muito em não estar ajudando as pessoas devido a sua doença, mas mal sabe ela que inspirou( e continua) muitas pessoas.

    100_4806                      100_4807

    100_4808                       100_4809

    “Espero que você esteja fazendo a diferença para alguém hoje.”pg 251

    Numa escala de 1 a 5, Esther merece todas as estrelas!

    images (5)

    Compartilhe

    LEIA TAMBÉM

  • Livro: Cadê você Bernadette
  • Decor: Livros na decoração!
  • Livro: Olho por olho
  • Livro: Pesadelos do passado
  • 18 de março de 2015

    Uma das coias legais de ler através do Livro Viajante no skoob é que eu acabo lendo livros que eu nunca compraria pra mim. O livro Adormecida foi um deles, não gosto de ler livros de fantasia e distopia (que eu só descobri do que se tratava depois de ler esse livro).

    Fonte: parafaseando livros

    Fonte: parafaseando livros

    A principio achei que o livro se tratava de uma história revisa da Bela Adormecida, mas não nada disso.

    O livro fala da jovem Rose Fitzroy ela esteve em estase (o livro explica estase como um tipo de coma onde o organismo que permaneça sem envelhecer ou sentir necessidades dos outro humanos), ela ficou em estase por sessenta anos, e foi despertada por acaso por um belo rapaz, após acordar, ela descobre que muitas coisas mudaram, quem ela ama já não vive mais, o mundo passou por Tempos Sombrios que devastaram toda a terra e causaram muitas mortes. Como se não bastasse toda a adaptação, ela ainda descobre que alguém está tentando mata-la, e aí já viu né, muitas aventuras.

    O livro é bem bacana, ao longo do livro vamos entendendo  por que ela esteve tanto tempo em estase e Rose vai entendendo pouco a pouco, tudo o que aconteceu em sua ausência e vai se entendendo também, enfim, o livro é muito bacana gostei bastante apesar de não ser o tipo de livro que estou acostumada a ler gostei bastante do que vi. Rose apesar de problemática é uma ótima personagem, os personagens secundários são igualmente bacanas, o final fiquei meio assim, não sabia se gostei ou não rsrs mas foi um livro que me fez pensar do começo ao fim. A relação com os pais dela é diferente de tudo que já vi por ai, achei que a autora deveria ter explicado melhor isso, por fim só me pareceu que eles eram doidos mesmo, não entendi a relação deles.

    Sobre o livro em si, achei a capa bem bacana, a diagramação é ótima com páginas amareladas e letras boas de ler. A capa é fofa. Numa escala de 1 a 5 estrelinhas, o livro ficou com:

    images (3)

    Compartilhe

    LEIA TAMBÉM

  • Livro: Louca para casar.
  • Livro: Os Príncipes Encantados de Libby Manson
  • Livro: Princesa Adormecida
  • Livros: Na ilha
  • 13 de março de 2015

    Li esse livro através do Livro viajante no skoob, e me surpreendi bastante.

    100_4700

    ”  Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe… E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso… Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.”

    foto

    Já me chamou a atenção pelo fato de se tratar de um tema bem diferente, a proteção a testemunha, masss faltou um pouquinho de desenvolvimento no enredo nesse sentido, o livro passa a ser muito mais sobre Joe/Ty enfrentando a nova escola e a adolescência e todos os seus clichês. Achei que faltou desenvolver os personagens secundários (são muitos e a autora acabou não dando atenção para todos).

    Acredito que pelo que li depois o livro se trata de uma triologia,por isso acaba bem em aberto (no final do livro tem um capítulo inicial do livro 2). Eu sinceramente estou com preguiça de livros triologia quando tudo poderia ser muito bem resolvido em um livro só.

    O livro tem bastante ação, como um filme mesmo, não sei ainda se recomendo a leitura.

    Sobre o livro em si: A capa é bonita com um menino “vestido” de Joe e uns detalhes em vermelho que lembra sangue. A diagramação é ótima com uma letra boa para ler, páginas amareladinhas do jeito que eu gosto!

    100_4702

    Numa escala de 1 a 5 estrelinhas o Joe ficou com:

    images (3)

    Compartilhe

    LEIA TAMBÉM

  • Livros: Para ler no verão!
  • Livros: Lidos de Março!
  • Livro: De volta pra casa
  • Livro: O menino da mala
  • 10 de março de 2015

    Esse livro fez parte do desafio I dare you, cujo primeiro tema de janeiro era Férias. Você pode acompanhar meu post explicando o desafio aqui.

    melinasouza

    Fonte: http://melinasouza.com/

     

    O livro que escolhi foi O verão que mudou minha vida de Jenny Han. Esse foi o primeiro livro que li da autora e olha gostei bastante do que li. Belly é uma menina de 16 anos que passou todos os verões da sua vida na casa de Praia de Susannah amiga de longa data da sua mãe. Susannah tem dois filhos Jeremiah e Conrad que consideram Belly como uma irmã, mas ela vê eles com outros olhos.

    O livro é narrado em primeira pessoa pela Belly e o tempo todo temos o ponto de vista dela diante das situações. Achei em algumas passagens ela egoísta, mimada e inocente, sei que ela tem 16 anos, mas em algumas situações ela me irritou por esses motivos. Por exemplo, ela vai numa festa adolescente e ficou chocada por não encontrar biscoito nem marshmallow, eu com 16 anos era mais esperta rsrs.

    Enfim, o livro é bacana por que vamos acompanhando o amadurecimento da Belly, seu relacionamento com o irmão, com a mãe e principalmente com os amigos Jeremiah e Conrad que mostram ser seu primeiro amor.

    Li ele em Pdf por isso não posso avaliar o livro em si, mas a capa achei bem bonita e bem fiel a descrição dos personagens.

    Depois que eu li vi que se tratava de uma triologia (o final inclusive ficou bem em aberto). E fiquei meia chateada por que a sinopse dos dois livros posteriores contam muita coisa rsrs perdeu um pouco a graça de ler os outros dois, mas vou ler só pra acompanhar.

    “Bocas maliciosas fazem a gente sentir vontade de beijá-las, de tranquiliza-las e beijá-las até aquela malícia sumir.”

    Compartilhe

    LEIA TAMBÉM

  • Livros: Desde o primeiro instante
  • Livro: Quando eu era Joe
  • Livros: Lidos de Março!
  • Livro: Pesadelos do passado
  • 4 de março de 2015

    O segundo livro de 2015 já foi mais empolgante que o primeiro, (você pode ver resenha do primeiro aqui )

    Li esse livro através do grupo Livro Viajante no Skoob, e olha, adorei.

    100_4686

    Dani M. é uma jovem de 28 anos que tem um emprego inusitado, ela trabalha na empresa Sua grande chance, é uma empresa de término de relacionamentos, sim Dani é paga para fazer aquilo que ninguém gosta de fazer, terminar relacionamentos sejam eles amorosos ou profissionais.  Após uma desilusão amorosa, Dani aceita esse emprego inusitado, porem ela ter vergonha de admitir o que faz, e isso é claro vai trazer muita dor de cabeça para ela no futuro.

    Para que tudo corra bem, a empresa tem uma série de regras, sendo a mais importante delas “Não se envolva pessoalmente. Essa é a regra mais importante e deve ser seguida à risca, acima de todas as outras.”

    Mas  uma série de acontecimentos (que eu não vou contar para não estragar a leitura de quem não leu) obrigam Dani se envolver em quase todos os casos e não consegue deixar a regrinha principal de lado.

     

    “Não existe uma forma confiável de medir o tempo que leva para curar um coração partido.” pag 18
    Dani é como toda protagonista de chiklit, atrapalhada, e isso acaba nos cativando ao longo do livro e fazendo com que a gente torça para ela. O livro é bem clichê, mas não deixa de ser divertido, dei muita risada, torci muito por ela e tive vontade de dar uns tapas em determinadas situações.

    Os personagens secundários também são igualmente fofos (ok, alguns são odiosos kkk) bem próximos do mundo real.

    Lá pela metade do livro eu já sabia o que ia acontecer, mas nada que tire a graça do livro.

    Como eu disse, o livro que eu li foi através do grupo Livro viajante no skoob, a capa é muito fofa, a diagramação é ótima, as páginas são amareladas e tem um ótimo espaçamento. Os capítulos não são longos e logo no topo tem uma citação de algo que tenha haver com o capitulo, como regas da empresa, clichês de fim de namoro. Só achei ruim a forma que a autora escreveu os diálogos e pensamentos dos personagens, tudo foi feito por meio de aspas, o que deixava a leitura um pouco confusa, as vezes eu tinha que voltar e ver se a Dani tava só pensando ou se ela falou aquilo mesmo.

    100B4720

    “As pessoas sempre estão prontas para relacionamentos. Quando dizem que não estão, é por que ainda não encontraram a pessoa certa.” pag 196

    images (4)

     

    Numa escala de 1 a 5 estrelinhas, 4 estrelas pra esse lindo!

    Compartilhe

    LEIA TAMBÉM

  • Livro: O verão que mudou minha vida
  • Livros: Livros para ler na primavera!
  • Livro: A mágica da arrumação.
  • Livro: Ladões de Elite
  • 2 de março de 2015
    DSCN4022

    Fonte: http://teoriadavaidade.blogspot.com

     

    Como é difícil resenhar um livro quando a gente não gosta dele. O meu primeiro livro do ano não foi nada legal, comecei o ano lendo Dorothy on the rock, o livro narra o dia-a-dia da Maggie que tem 41 anos e é uma atriz/cantora frustada, interpreta personagens em teatro infantil ( incluindo Dorothy), vive em crise existencial, fuma e bebe além da conta.

    O livro não desenvolve, demorei muito para ler e sinceramente só terminei por que uma amiga muito querida disse ser o livro favorito dela, o tempo todo eu pensava que o livro ia melhorar. Mas não, pelo contrário não acontece absolutamente nada, a autora narra o dia-a-dia da Maggie, mas tudo de forma muito chata, não acontece nada relevante, quer dizer, até acontece, mas você já está tão chateada pela leitura que acaba não aproveitando nada.

    Eu imaginei pelo título que teria algo haver com a Dorothy do mágico de oz, mas não, não tem ligação nenhuma com a história. Somente o fato dela interpretar a Dorothy no teatro.

    Sobre o livro em si: A diagramação é boa, as folhas são branquinhas, mas estava tão de mal com o livro que não curti nada rsrs, a capa e contra-capa são fofinhas também.
    A unica coisa legal são as notas mentais que a autora acrescenta ao longo do livro.
    Enfim, não recomendo a leitura.

     

    DSCN4023

    Fonte: http://teoriadavaidade.blogspot.com

    Numa escala de 1 a 5 Estrelinhas ele ganha:

    images (2)

     

    Ganhou duas estrelinhas, com muita boa vontade por que a vontade era dar uma só rsrs. Não recomendo a leitura, mas é aquela coisa né minha amiga leu e curtiu, eu odiei se você quiser dar uma chance pra ele…

    Compartilhe

    LEIA TAMBÉM

  • Livro: A mágica da arrumação.
  • Livros: Lidos de Março!
  • Livros: Lidos em Fevereiro
  • Desafio I dare you
  • 27 de fevereiro de 2015

    O I Dare You (tradução: Eu Te Desafio) é um desafio literário que tem como objetivo incentivar a leitura de diferentes gêneros, fazendo com que o leitor expanda o seu conhecimento literário, aumente a sua lista de livros lidos, ou até leia aquele livro que está parado na estante por muito tempo.

    O desafio foi idealizado pelos blog Vício em livros, Maravilhosas descobertas e Nas entrelinhas.

    Funciona assim, todo o mês de janeiro a dezembro são determinado temas para a leitura com o intuito de sair da sua zona de conforto e ler coisas diferentes. Meu objetivo pessoal no desafio é ler os livros da minha estante que estão parado, dessa forma não pretendo comprar nenhum livro para o desafio. Os meses em que não tenho nenhum livro correspondente tentarei pegar emprestado ou ler em PDF.

    Fiz um calendário dos estilos definidos para cada mês:

    tumblr_mn46pzCOhl1rc4kb8o4_1280

    Os temas e livros que pretendo ler são os seguinte:

    1. Janeiro – Férias

    Janeiro é o mês das férias. Festas, saídas, diversão e muito calor(de preferência, né?!). Para começar o I Dare You escolha um livro que tenha tudo a ver com férias. Lembre-se da praia, das baladas, ou até das horas perdidas atoa na frente do computador!

    Vou ler: O verão que mudou minha vida (lido, logo tem resenha aqui)
    1. Fevereiro – Comédia
    Rá, precisamos mesmo explicar? Fevereiro é o mês da ALEGRIA! Muito carnaval para “metermos o pé na jaca”. E, dia 26, é dia do Comediante! Então, nesse mês escolha um livro que te faça sorrir e te deixe muito feliz!
    Vou ler: Louca pra casar.
    1. Março – Chick Lit
    Pensando no dia internacional da mulher não podíamos deixar de fora o tema Chick Lit. Vamos ler sobre mulheres fortes e independentes e dar valor ao sexo feminino.
    Vou ler: Temporada de caça aberta.
    1. Abril – YA
    Abril é o mês dos jovens. Nesse mês temos vários dias dedicados a literatura infantil/infanto-juvenil, e com isso propomos que leiam livros Young Adult. Acreditem, eles podem ser tão bons quanto os mais maduros!
    Vou ler: Se eu ficar.
    1. Maio – Histórico
    Livros históricos tem tudo a ver com o mês de Maio. O mês é marcado por diversos dias históricos e nele propomos que você leia livros que retratem temas históricos, que fale sobre acontecimentos do passado que ficaram marcados, ou até mesmo que seja um clássico. Neste mês, vocês podem abrir mais as asas! Se gostar de romance, leia um romance histórico. Se gostar de sangue e guerras, este é um mês especial!
    Vou ler: ainda não sei, aceito sugestões.
    1. Junho – Romances
    AH… O dia dos namorados!!! Esse mês é de muito amor, então vamos comemorar com livros românticos e que te deixam suspirando. Se você não tem namorado e odeia o dia, não tem problema! Leia o tema e vamos rogar muitas pragas para aquele casal perfeito que nunca, NUNCA, vamos conseguir formar na vida real. Ou deixe-se levar pela história e viva a vida daquele personagem em um dia tão trágico! Vale a pena :)
    Vou ler: A teoria de tudo.
    1. Julho – Protagonista Masculino
    Tá.. já que colocamos um dia para as mulheres, tivemos que colocar um para protagonistas masculinos também (essa história de direitos iguais né, fazer o que…). Nesse mês só vale ler livros que sejam contados por personagens masculinos, ok?! Acreditem, existem centenas deles!
    Vou ler: ainda não sei, aceito sugestões.
    1. Agosto – Polêmicos
    No mês de Agosto é comemorado diversos dias com temas polêmicos como o dia combate ao fumo e o dia do orgulho lésbico. Pensando nisso, vamos ler livros que falem sobre preconceito, bullying e coisas do tipo. Vale tudo! É o mês perfeito para abrir a mente e aprender a respeitar o próximo.
    Vou ler: ainda não sei, aceito sugestões.
    1. Setembro – Policial
    Amamos romances policiais, e vocês? Espero que sim, porque em Setembro vamos ler sobre esse tema e não quero ninguém reclamando! Leia muita Agatha Christie (A Rainha do Crime *–*), James Petterson e Harlan Coben. Vocês verão o que é ficar preso na cama pelo dia inteiro, ansiosos para terminarem a leitura!
    Vou ler: ainda não sei, aceito sugestões.
    1. Outubro – Terror
    Manjado o mês de Outubro ser o mês de terror, mas não podíamos deixar de fora essa categoria. O clássico dos temas do mês está aqui e queremos que você leia muitos livros de HORROR, TERROR, SUSTO e SUSPENCE. Sentir medo é a única regra, mas não nos ligue caso não consiga dormir de noite.
    Vou ler: ainda não sei, aceito sugestões.
    1. Novembro – Musicais
    Comemorando a semana da música vamos ler livros com o tema mais super a ver com o mês. Todo o livro que tenha musica envolvida vale. Uma trilha sonora, um instrumento musical ou até uma simples nota na capa! Qualquer coisa está valendo.
     
    Vou ler: Confissões de uma banda.
    1. Dezembro – Gênero favorito
    Para finalizar o ano com chave de ouro (vamos deixar), agora você decide que livro ler! Fique á vontade para ler livros com temas já propostos, livros que vocês amam, reler livros também vale e até mesmo livros eróticos (só para quem tem +18, viu!). Ama tal autor mas ainda não leu todos os livros dele? Esta é a hora! Termine o ano com um sorriso no rosto por estar lendo algo que ama e uma sensação de dever cumprido, por estar finalizando o I Dare You! Se você chegou até aqui, você merece!
    Gênero Favorito: Esse eu vou deixar para escolher mais pertinho rsrs

    Quem quer mais informações/participar,  pode entrar no blog I Dare You ou no nosso grupo do facebook.

    Compartilhe

    LEIA TAMBÉM

  • Livros: Na ilha
  • Livro: Cadê você Bernadette
  • Livros: Livros lidos em Janeiro!
  • Livro: Dorothy on the rock
  • © Você precisa Decor - Todos os direitos reservados | Layout por